​ Comer, dois pontos

Gostar de comer é viver uma relação bem íntima de amor e ódio com si mesmo. Comer é libertar a alma com a boca e satisfazer o espírito com uma pança feliz. E cheia.
Mas comer engorda. E engordar, em muitos casos, é ficar doente.
Os libertários da alimentação e defensores ávidos do Comer Sem Culpa choram cada vez que alguém entra na dieta.
E, afinal, por que fazemos tanta dieta?
Sou incapaz de responder, eu vivo de dieta, só que posso dizer que comemos para nos aliviar. Aliviar a fome, a vontade, a agonia, o amor, a ansiedade, a felicidade, a tristeza, o estresse, a vitória, as companhias e a solidão.
A gente come para viver. E vive para comer.
Alimentar-se é a coisa mais importante que um ser humano pode fazer por si mesmo. Por que. mesmo assim, na maioria das vezes (somos um país de obesos), fazemos isso tão mal? A gente se mata, lenta e vagarosamente, com o que mais amamos: a comida.
Cheeseburguer, cachorro quente, pizza, pipoca, refrigerante, sorvete, óleo vegetal, hot holl, batata-frita, churros, sanduíches, salgadinhos, bolachas (ou biscoito?), massa, farinha branca, açúcar.
 Não é exagero de pisciana com lua em câncer. É real. Eu vejo as pessoas engordando, adoecendo por causa do que comem. E até onde isso vai? A alimentação ruim é um grave e silencioso caso de saúde pública.
A gente come mal porque é mais barato, é rápido, é o que tem pra hoje. Não dá pra fazer feira porque é longe, não dá tempo de cozinhar todo dia porque é tarde, carregar fruta na bolsa quando se usa transporte público é complicado, aprender a cozinhar é difícil, depois fico uns dias tomando suco e emagreço.
Até quando vamos arrumar desculpas? Até quando vamos aceitar que nos digam o que devemos comer? Até quando vamos deixar o nosso maior prazer se transformar em nosso maior monstro?
Mariana Nogueira

Chef por formação, Social Media por destino e colecionadora de aprendizados. Acredita que a vida só faz sentido se tiver o nosso tempero.

Comments

comments

About the Author

Mariana Nogueira
Mariana Nogueira

Chef por formação, Social Media por destino e colecionadora de aprendizados. Acredita que a vida só faz sentido se tiver o nosso tempero.