Carta de boas vindas

Seja bem-vindo a mim. Sente-se e não tenha medo de ficar a vontade. Como você pode ver, o espaço é pequeno, mas garanto-lhe comodidade durante toda a sua estadia. As paredes apresentam algumas rachaduras devido ao mau uso anterior, mas esses pequenos problemas já estão sendo resolvidos.

Desde o momento em que soubemos da sua chegada, estamos fazendo de tudo para resolver esses problemas técnicos. Digo-lhe mais: sinta-se a vontade para pintar algumas paredes e mobiliar conforme o seu gosto. Essa casa é simples, mas guarda histórias que causariam sorrisos em alguns e lágrimas em outros. Mas não se assuste, não é difícil ser feliz aqui. Para isso, fique atento ao jardim que tem lá nos fundos, onde todos os dias cultivamos o amor e a esperança pelas coisas boas da vida e regue-o. Aconselho podar também as ervas daninhas do passado, para que todo o espaço ruim seja convertido em boas condições para o seu uso. Muitas vezes você irá se intrigar e se perguntar o porquê de tanto esforço para arrumá-la e ela, ainda assim, parecer inutilizável, mas digo-lhe com toda convicção que, dentro de cada parede, os cupins que antes devoravam vorazmente toda a madeira, estão sendo silenciosamente aniquilados, apenas pelo simples fato de você estar presente. Eles realmente não suportam a força que o seu sorriso tem, mas você provavelmente não sabia disso, não é mesmo?

E por isso, por tantas vezes achou que a melhor solução seria entregar-me as chaves, o regador e encerrar por ali a sua estadia. Por favor, não faça. Fique. Sente-se e não tenha medo de observar pela grande janela dos olhos dessa imensa casa o nascer do sol que vem trazendo a esperança de dias melhores. Ficamos muito gratos com a sua paciência e cuidado e tenha plena certeza que nada aqui dentro é em vão. Às vezes deixamos passar despercebido os seus bem feitos, mas dentro dessa casa chamada coração nada passa despercebido. Temos muito mais a oferecer do que conseguimos demonstrar e, talvez, você tenha que descobrir isso sozinho. Arrumando alguns armários aqui, pintando algumas paredes acolá, não tenho dúvidas que você vai se ambientalizar cada vez mais.

Aqui estão as chaves, faça bom uso. E quando não fizer, tenha plena convicção que esta casa, já rachada, perdoará as pequenas marcas do seu pé zanzando dentro dela. Na verdade, acho que era isso que faltava… Alguém com uma casa tão pequenina aparentemente, mas com imensas histórias para agregar a esse nosso tão querido cafofo. Desculpe-me pelos constantes cafés amargos, garanto que é algo que já estamos trabalhando também. Aceite essa carta de boas vindas, mais como um pedido: fique. Essa casa já é tão sua quanto você parece ser dela.

Carmine Oliveira

Não se engane, parece uma lady, mas come feito um ogro. Sagitariana mais louca que o Batman, futura piloto de fogão.

Comments

comments

About the Author

Carmine Oliveira
Carmine Oliveira

Não se engane, parece uma lady, mas come feito um ogro. Sagitariana mais louca que o Batman, futura piloto de fogão.