#ChargeDaSemana: Reforma da previdência

Uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) apresentada nesta semana pelo governo, pretende, dentre outras mudanças, reformar a previdência no Brasil. Nos termos propostos, um trabalhador só poderá se aposentar com 65 anos e com um tempo mínimo de contribuição de 25.

O problema é que quem se aposenta aos 65, com este mínimo de contribuição, recebe apenas 76% da média dos salários de contribuição. Para receber os 100% do salário, o trabalhador teria que contribuir mais, sendo que a cada ano de contribuição o salário na aposentadoria aumentaria em 1% até chegar ao total. Trocando em miúdos, o sujeito tem que contribuir por 25 anos mínimos mais 24 complementares para chegar na tão sonhada aposentadoria integral. 49 anos de contribuição se você quiser se aposentar e receber o salário que serviu de base durante seus anos de pagamento de INSS.

A situação é complicada. Um sujeito que começa a trabalhar aos 20 anos, só poderia se aposentar com 69. Fica pior se você levar em consideração que a média de vida do brasileiro é de aproximadamente 72 anos. A confusão de números é grande, eu sei, mas se a tal PEC for aprovada, é bem possível que muita gente morra antes de se aposentar. O caso do Adamastor aqui em cima é engraçado, mas já se imaginou no lugar dele? Pois é, pode acontecer.

Everton Mamãe

Estudante de jornalismo pela UFV. Amante de botecos e festeiro por profissão. Dono de um terrível vício em desenhar.

Comments

comments

, ,
Everton Mamãe

About Everton Mamãe

Estudante de jornalismo pela UFV. Amante de botecos e festeiro por profissão. Dono de um terrível vício em desenhar.
View all posts by Everton Mamãe →