Climão e Wariors novamente Campeão: confira tudo o que rolou nos ESPYS 2017

Peyton Manning, causa "climão" durante a entrega dos ESPYS (FOTO: Kevin Winter/Getty Images)

A entrega dos ESPYS 2017 rolou na noite da última quarta-feira (12), no Microsoft Theater, em Los Angeles, e reuniu inúmeros atletas com astros e estrelas da TV, música e cinema. Considerado o “Oscar” do esporte, a cerimônia já começou bem ao estilo dos Academy Awards com um monólogo apresentado por ninguém menos que Peyton Manning. O anfitrião da festa abriu a noite cheio de gracinhas, tirando sarro e elogiando muitos dos que estavam na plateia, além, é claro, de causar um climão entre Kevin Durant e Russel Westbrook, ex-companheiros de equipe no Oklahoma City Thunders, tudo devido à saída polêmica de Durant do OKC.

A reação de Kevin Durant após a brincadeira de Peyton Mannig (FOTO: Sports Illustrated)

Outro momento que levou a plateia ao delírio foi o banho de champanhe de Bill Murray, fã número um do Chicago Cubs. O ator recebeu, em nome do time, o troféu de melhor momento pela vitória antológica dos Cubs na World Series, depois de 108 anos. Em duas das principais categorias da noite, as de Melhores Atletas Feminina e Masculino, desfilaram nomes poderosos como os de Serena Willians, que foi eleita Melhor Jogadora Feminina de Tênis e Michael Phelps, que levou o prêmio de Melhor Atleta Olímpico Masculino. Mas foi Russel Westbrook, MVP da temporada regular e recordista de triple doubles na NBA e Simone Biles, dona de quatro medalhas de ouro na Rio 2016, que levaram os prêmios nas categorias citadas acima. A ginasta ainda foi eleita a Melhor Atleta Olímpica Feminina.

Fã número um do Chicago Cubs, Bill Murray comemora ao receber o prêmio pelo time (FOTO: Chris Pizzello/Associated Press)

A NFL, logicamente, marcou presença na festa com dois troféus para Aaron Rodgers, Quaterback do Green Bay Packers nas categorias de Melhor Jogador da Liga e Melhor Jogada. O New England Patriots levou, ao lado do Atlanta Falcons, o prêmio de Melhor Jogo com a decisão histórica que aconteceu durante o Superbowl 51, em fevereiro. E Dak Prescott, calouro que estreou na última temporada como Quaterback do Dallas Cowboys, foi escolhido como Revelação do Ano.

Aaron Rodgers recebe o prêmio de melhor jogador da NFL (FOTO: Chris Pizzello/Associated Press)

Pela NBA, além de Westbroock, o MVP das finais, Kevin Durant, que estava na cerimônia ao lado da mãe, Dona Wanda, foi consagrado como a Melhor Performance em um Campeonato, e voltou ao palco ao lado de Stephen Curry para receber, das mãos de Samuel L. Jackson, o principal prêmio da noite: melhor time do ano pelo Golden State Wariors. A categoria ainda contava com o New England Patriots, Pittsburg Penguins e a equipe de Ginastica Artística dos Estados Unidos.

Kevin Durant e Stephen Curry recebem o prêmio de melhor time pelo Golden State Wariors (FOTO: Kevin Winter, Getty Images)

E o momento mais emocionante da noite ficou ao cargo da ex-primeira dama, Michelle Obama, que homenageou Eunice Kennedy Shriver, criadora dos Jogos Olímpicos Especiais. Pioneira na inclusão social de pessoas com deficiências intelectuais, Eunice faleceu em 2009 e foi seu filho, Timothy Shriver, que subiu ao palco para receber das mãos de Michelle o prêmio Arthur Ashe pela coragem.

Braz Henrique Martins
Futuro jornalista com um amor inexplicável por futebol americano. Pisciano que não acredita em signo e que tem o costume de colecionar amigos, histórias e bons momentos. Como diria a música, sou apenas mais um “vivendo a vida em paz”

Comments

comments