Farofeiros, uni-vos!

O verão chegou, os termômetros estão nas alturas e tudo indica que nessas férias vai dar praia! Ah, as praias brasileiras e suas belezas fenomenais! Peço licença para falar de outra coisa muito a cara do verão: a farofa. Os frescos que me perdoem, mas farofa na praia é fundamental, independente do nível. Que atire a primeira pedra quem nunca levou UM saquinho de amendoim para a praia.
E sim, a farofa é dividida em níveis e por já ter sido caiçara, tenho conhecimento amplo no assunto. A farofada básica que conhecemos inclui os petiscos vendidos na praia, queijo coalho assado na latinha, milho verde cozido na palha -sem frescura de milho cortado da espiga com colherzinha -, a porção de camarão do quiosque, amendoim torrado e uma bela e deliciosa caipirinha derruba peão (desconheço alguma caipirinha de praia que não se enquadre nesse quesito). E claro, nessa parte entra os lanchinhos da mamãe, o isopor de cerveja e aquele saquinho maroto de amendoim colorido.
Existe a farofa nível hard, que inclui um pouco mais do que o que comemos na praia. Nessa entra aquele sanduba de pão que sobrou do café da manhã e mortadela, a tupperware de petiscos, bolacha recheada, um frango assado da padoca e até palitinhos com presunto e queijo, espetados num repolho – já vivi isso. Nunca vi gente fazendo churrasco na praia, mas, se existe, é uma farofa nível hard, praticamente a fase do chefão.
E já que estamos falando de farofa, não posso deixar de falar das farofas gourmet. Afinal, a classe A acha que não, mas aquele sanduíche natural com água de coco deitado em uma cadeira de praia no resort, é farofa sim. Taça de Chandon ou lata de cerveja, não importa. Se você come na praia ou leva comida para a praia, meu amigo, você está incluso nesta ampla parcela de brasileiros: os farofeiros.
O que eu acho de farofeiro? Acho o máximo! O brasileira encontra jeito pra tudo, afinal, além de economizar, você prepara tudo fresquinho, leva o que gosta de comer e ainda pode fazer aquela foto com a #farofeiro.
Brincadeiras à parte, nossa cultura de levar a marmitinha para a praia é bem antiga e, independente do que você come ou bebe, o importante é se divertir com quem você gosta. E sim, sem se importar com o que o guarda-sol alheio irá pensar.
Obs: estão liberadas as farofas na beira do rio também! Afinal, estamos no interior e o que mais tem aqui é rancho e rio pra gente levar aquele isopor esperto.
Aproveitem. Só não se esqueçam de recolher o lixo!
Mariana Nogueira

Chef por formação, Social Media por destino e colecionadora de aprendizados. Acredita que a vida só faz sentido se tiver o nosso tempero.

Comments

comments

Mariana Nogueira

About Mariana Nogueira

Chef por formação, Social Media por destino e colecionadora de aprendizados. Acredita que a vida só faz sentido se tiver o nosso tempero.
View all posts by Mariana Nogueira →