Na melhor atuação do ano, o Corinthians botou a mão no título paulista em Campinas

Na melhor atuação de 2017, o Corinthians sobrou no Moisés Lucarelli (FOTO: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

https://www.youtube.com/watch?v=_bnkjL1JJ-0

Quando Fábio Carille assumiu o comando do Corinthians no fim de 2016, a escolha feita pela diretoria corintiana gerou incertezas e desconfianças por parte da imprensa e principalmente da torcida que, apesar disso, deu voto de confiança ao novo treinador. Desde o anúncio da efetivação, cinco meses se passaram e o trabalho do técnico já pode dar um título ao clube. Mesmo com um elenco considerado abaixo dos outros três grandes de São Paulo, o Timão vem mostrando um futebol mergulhado em um fator determinante para o sucesso do time nos últimos anos: a coletividade. Na maior prova de fogo da equipe até agora no ano, a melhor atuação em 2017. Frente a 18 mil torcedores neste domingo (30), um 3 a 0 seguro diante da Ponte Preta em Campinas e a 28ª conquista do Campeonato Paulista bem próxima.

Dono da melhor defesa do campeonato, Fábio Carille arrumou o Corinthians (FOTO: Reprodução/tudotimão)

O resultado alvinegro começou a ser construído aos 13 minutos do primeiro tempo. Já conhecido pelo forte sistema defensivo – levou apenas dez gols em 17 jogos -, o Corinthians segurou o ímpeto pontepretano logo no início de jogo e teve competência para abrir o placar quando chegou ao ataque. Depois do lançamento, ganhou a dividida pelo alto e rolou para Romero, devolvendo a bola para o camisa 7. De primeira, o centroavante encontrou Rodriguinho livre atrás da zaga em condições de finalizar e vencer Aranha.

Aliás, esse foi o primeiro lance de destaque do jogador na partida, decisivo. No entanto, por um momento, a felicidade do camisa 26 virou frustração. Ao ser um dos oito titulares pendurados, Rodriguinho levou cartão amarelo, assim como Gabriel, e está fora do duelo decisivo na Arena Corinthians. Apesar disso, a notícia não diminuiu a intensidade corintiana, especialmente do meia. Ainda no primeiro tempo, quase ampliou o placar ao perder uma chance na entrada da área. Porém, no segundo tempo, não teve jeito. Depois de iniciar jogada pela esquerda, Rodriguinho puxou o contra-ataque, levou a bola para o meio e rolou na direita para Jadson chegar chutando e acertar o canto direito de Aranha para ampliar o placar no momento de maior empolgação da Ponte Preta no jogo.

Jadson comemora o segundo gol e pede calma para a torcida da Ponte (FOTO: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

Já perto do fim da partida, o golpe final. O lateral batido para dentro da área passou por todo mundo e encontrou Rodriguinho livre na marca do pênalti para cabecear, se tornar artilheiro do time na temporada ao lado de Jô com sete gols e cravar a importante vantagem alvinegra. Depois de seis eliminações dentro de sua Arena, no próximo domingo o Corinthians terá a oportunidade de conquistar o primeiro título em Itaquera, resultado de uma campanha segura na primeira fase, com três vitórias em cinco clássicos e em desempenhos seguros dentro de campo. Tudo isso graças a um técnico responsável por colocar a coletividade a frente das qualidades individuais e dando força a um elenco sem grandes estrelas. De novo.

Rodriguinho agradece aos céus após marcar o terceiro gol alvinegro (FOTO: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Abaixo, os melhores momentos do jogo em Campinas:

.

André Bastos
André Bastos (ou Dezão), 22 anos. Formado em Jornalismo e amante de esportes. Ama tanto que vai comentar sobre eles. Dicas, dúvidas e críticas serão aceitas.

Comments

comments

About the Author

André Bastos
André Bastos
André Bastos (ou Dezão), 22 anos. Formado em Jornalismo e amante de esportes. Ama tanto que vai comentar sobre eles. Dicas, dúvidas e críticas serão aceitas.