Nos cinemas: Em ritmo de fuga

Baby Driver.

Traduzido: Em ritmo de fuga.

O jovem talentoso Baby é motorista de fuga de um chefão do crime e tem uma dívida com o mesmo. Mas essa não é bem a vida que Baby gosta de levar. Quando ele pensa que finalmente vai poder sair da vida do “crime”, ele é coagido a participar de mais um assalto com uma equipe aparentemente fracassada.

A direção e roteiro é de Edgar Wrigth (Scott Pilgrim vs The World), que faz um filme vigoroso, ágil, divertido e mostra a história do protagonista, que, quando criança, sofreu um acidente que o fez adquirir um problema de audição, assim, Baby passa o tempo todo ouvindo músicas em seu Ipod. O filme deixa claro que, mais do que uma ilustração, o personagem precisa da música, e a mesma se permeia em todos os elementos da história. Trocas de músicas são feitas a todo momento, tudo de acordo com o que o protagonista está vivendo. A estrutura musical é executada com maestria. Do para-brisas do carro às letras das músicas, tudo se encaixa. O diretor conseguir fazer o misto: ação, comicidade e ritmo.

O filme se desenrola mostrando aspectos pessoais da vida de Baby, como o desenrolar de sua vida amorosa, seus conflitos internos, muitos flashs do passado – que mostram como muitas coisas marcaram a vida do personagem -, mas não só por mostrar, tudo isso terá também utilidade no enredo.

Existe grande destreza e controle, principalmente nas cenas e ação, até porque as corridas de carro são várias e cada movimento de tirar fôlego foi feito de forma impecável. Há longas sequências, os cortes são curtos e poucos, as cenas são bastante estimulantes, agitadas, versáteis. Sim, de manter o público bastante ligado em tudo que acontece.

No elenco temos Ansel Ergot, Kevin Spacey, Lily James, Jamie Foxx, Eiza Gonzaléz, Jon Hamm e Jon Bernthal.

O filme estreou nesta quinta (27) e você já pode conferir nas telonas brasileiras!

 

Beatriz Lopes
24 anos, Advogada, Geminiana, cinéfila, fã da pequena sereia, Marvel e de The kooks.
Amante de um bom Rock n roll, moda, conversas inteligentes, fotografia, séries, chocolate e café.
E quem não ama café?
Muito prazer!

Comments

comments

About the Author

Beatriz Lopes
Beatriz Lopes
24 anos, Advogada, Geminiana, cinéfila, fã da pequena sereia, Marvel e de The kooks. Amante de um bom Rock n roll, moda, conversas inteligentes, fotografia, séries, chocolate e café. E quem não ama café? Muito prazer!