Nova Zelândia: um país de tirar o fôlego

Se você é fã de Senhor dos Anéis, com certeza, se apaixonou pelos cenários do filme. A Nova Zelândia foi o país escolhido por Peter Jackson para filmar a trilogia do filme, já que conta com uma natureza praticamente intocada, nos levando a acreditar que, de fato, estamos na Terra Média. Apesar de ser um destino muito distante do Brasil, vale a pena colocar na sua bucket list. Se você está na Austrália ou pela Ásia, não perca a oportunidade de dar um pulo na New Zealand.

O território é formado por duas Ilhas: a Norte, onde se encontram Auckland – a maior cidade -, e Wellington, a capital. Porém, a parte Sul é a mais visitada por aqueles que buscam paisagens de tirar o fôlego. Tive a oportunidade de ficar seis dias viajando por lá e foi um dos lugares mais bonitos que já estive.

O país é inteiro rodeado por lagos e montanhas, o que nos faz ter a sensação de estarmos dentro de uma obra de arte. Além disso, é um dos destinos mais procurados para quem está em busca de esportes radicais. Em Queenstown, você encontra um dos Bungee Jumps mais altos do mundo, além de outras atividades de pura adrenalina. Mas, mesmo para aqueles que não são tão corajosos assim, a cidade é, sem dúvidas, parada obrigatória para quem está visitando a Ilha Sul.

Queenstown é uma cidade pequena, cercada de montanhas e com o lago Wakatipu na região central, o que a faz ser muito aconchegante. Para quem gosta de frequentar bons restaurantes, não vai se decepcionar, tendo opções para todos os bolsos. Se você quer explorar um pouco mais a cidade, há trilhas que te levam a lugares lindos no topo das montanhas.

Lake Wakatipu, Queenstown (Foto: Raphaela Viscardi)

 

Há diversos passeios pela região que partem de lá e você pode conhecer um dos cartões postais mais famosos do país: o Milford Sound. Situado na costa sudoeste da Ilha, o fiorde fica dentro do Fiordland National Park e deságua no Mar da Tasmânia. Existem diferentes opções de barcos e cruzeiros para conhecer a região. Além disso, a estrada para chegar até o porto é linda!

Milford Sound (Foto: Raphaela Viscardi)

 

Outro lugar que também acredito ser parada obrigatória é o Mount Cook, considerada a montanha mais alta da Nova Zelândia. Para chegar até lá, comprei uma excursão que sai de Christchurch e vai até Queenstown, sendo o dia todo de viagem em um ônibus muito confortável e com o motorista guiando e explicando cada ponto da viagem. Como eu estava sozinha, essa foi a opção com melhor custo benefício para mim, mas se você puder alugar um carro para fazer esse trecho, acredito ser a melhor opção, não só pelas trilhas que você pode fazer dentro do Mt Cook (o que não estava incluso na minha excursão, infelizmente), mas porque a estrada é maravilhosa e tem muitos lugares lindos para conhecer.

Estrada Mount Cook (Foto : Raphaela Viscardi)

 

Se você pretende planejar uma viagem para a Nova Zelândia, separe, no mínimo, dez dias para conhecer a Ilha Sul. Confesso que não é um país muito barato, o que exige um planejamento financeiro um pouco maior (principalmente para quem vier do Brasil), mas garanto que vale muito a pena! Infelizmente, não pude ficar mais tempo, porém espero ter a oportunidade de voltar.

Raphaela Viscardi
Jornalista, meio curitibana e meio mirassolense. Sonhadora como uma pisciana nata, acredita que o mundo é muito grande para ficarmos em um lugar só. Não tem maturidade para open bar nem open food.

Comments

comments

About the Author

Raphaela Viscardi
Raphaela Viscardi
Jornalista, meio curitibana e meio mirassolense. Sonhadora como uma pisciana nata, acredita que o mundo é muito grande para ficarmos em um lugar só. Não tem maturidade para open bar nem open food.