O hype está servido

Se tem uma coisa que o gamer gosta mais que jogar, é de uma boa hype. E nada melhor que uma feira internacional de games para proporcionar isso.

Sendo assim, a E3 (Electronic Entertainment Expo) é o nosso restaurante cinco estrelas no ramo, sempre servindo hypes para todos os paladares. E a temporada 2016 não foi diferente. Por isso, vamos ao que interessa: uma retrospectiva dos melhores pratos servidos!

Começando com chef EA (Eletronic Arts). No primeiro dia, tivemos de entrada um breve resumo de como o imenso universo de Star Wars vem sendo aproveitado no mercado de games. Mostrando games que já estão no mercado e pequenos fragmentos de futuros games, como o projeto da Visceral Studios que, particularmente, me deixou com a pulga atrás da orelha.

E essa pulga ficou ainda maior com os profissionais envolvidos, como o antigo diretor de Urcharted e o escritor dos 12 Macacos.

Seguindo em frente, o prato principal da EA foi Battlefiel 1. Umas das franquias mais famosas de guerra volta no tempo na primeira guerra mundial, com combates em tanques, aviões, dirigíveis e cavalos.

Porém, nada me deixou mais empolgado na apresentação da Microsoft que o anúncio de Mass Effect Andromeda.

Para quem jogou os outros jogos da franquia, sabe o nível de “epiquicidade” (sim, acabei e inventar isso) que os jogos da série possuem. Cinematográfico, história incrível e personagens de um carisma sem igual. Se você ainda não jogou, jogue.

O novo jogo parece focar mais na exploração, deixando supor que teremos uma galáxia inteira com vários planetas para serem visitados, mas sem deixar de lado a ação, da qual a franquia sempre usou com maestria.

A EA fecha as novidades do seu showcase com o anúncio de Titanfall 2. E a maior novidade em relação ao seu antecessor é a campanha single-player, inexistente no primeiro jogo da franquia, que possuía apenas o modo multiplayer.

O próximo chef do dia é a Bethesda. Famosa por franquias como Fallout e Elder Scrolls, ela abre seu show de especiarias com o anúncio do retorno do clássico Quake. Voltando as raízes da franquia, Quake Champions espera conseguir agradar os novatos e os veteranos jogadores de FPS com combates rápidos e sangrentos, que são marcas da franquia. Sem muito mais para dizer a respeito, eles prometem novidades em agosto, mês que ocorre a Quakecon.

Logo em seguida, a Bethesda anuncia seu novo game situado no universo de Elder Scrolls. O card game Elder Scrolls Legends.

O game estará disponível para smartphones, tablets e PC. Já em fase beta, os interessados podem acessar aqui e se inscreverem para o beta.

O próximo da lista de anúncios são os novos DLCs para Fallout 4 focados em customização e um novo local para ser visitado, conhecido como Nuka World.

Fallout Shelter, o game mobile, cujo objetivo é administrar seu próprio vault, também teve seu momento nos holofotes com o anúncio de uma grande atualização de incluir um sistema robusto de quests e novo modo de combate. Além da atualização o game será lançado para PC também.

Após as notícias de Fallout 4 e Elder Scrolls, Skyrim entra em cena. O aclamado RPG, recebera uma grande revigorada para a nova geração com gráficos refeitos, aprimorados e o suporte para modes nos consoles.

Continuando o show, a Bethesda ressuscita Prey. O primeiro game da franquia foi uma grande promessa em 2006, por ter estado nas mãos da 3D Realm, a criadora do aclamado Duke Nukem. Hoje, de casa nova e totalmente remodelado, o game promete ser bem interessante.

Porém, para mim, o ponto mais alto da apresentação da Bethesda foi Dishonored 2.

O primeiro jogo é incrível. Uma história cheia de intrigas, total liberdade de escolhas, gameplay fluído e um estilo de arte único. Fez a estreia dessa franquia um grande sucesso!

E, de acordo com o que vi na apresentação do segundo game, essas qualidades foram ainda mais lapidadas e aumentadas.

Começamos o segundo dia de degustações com a Microsoft. Entre suas novidades, o anúncio de um novo modelo do X-Box One. Batizado de X-Box One S., o novo modelo do console será 40% menor e pronto para geração 4k.

Seguindo com a lista de novidades é a vez de Gear of War 4.

Além das já consagradas franquias Forza, Halo, Killer Instinct e Gears of Wars, a Microsoft também mostrou suas novas. Entre elas, a que mais me chamou atenção foi Recore.

Criada pelo veterano time envolvido no clássico Metroid em parceria com o criador de Mega Man, Recore tem um carisma incrível e promete ser uma grande adição aos games adventures.

Outra ótima novidade foi Scalebound, focado no modo de jogo co-op. Esse game mostra batalhas megalomaníacas, onde você e seu dragão (isso mesmo, você terá como animal de estimação um fucking dragão) trabalham de forma sincronizada para derrubar inimigos que quase não cabem na tela.

 

Além dos os games apresentados, a Microsoft deixou claro seu foco que, também, será unir, cada vez mais, seu console aos PCs, com o cross buy e cross play.

Ou seja, se você comprar um game na Xbox live, vai poder jogá-lo tanto no seu console como em um PC com Windows 10. Assim, a maioria das franquias exclusivas da empresa agora são acessíveis nas duas plataformas. E essa ideia me agrada.

A próxima a apresentar suas deliciosas hypes foi a Sony. E tenho que dizer… Eles sabem como preparar uma. Para mim, de longe, a apresentação da Sony foi a mais eloquente nessa edição da E3. Trazendo ao palco uma orquestra para tocar simultaneamente aos games apresentados, ela abriu seu show com, nada mais nada menos, que God of War 4.

God of War 4 dispensa comentários sobre seus gráficos e visual. O que mais me empolgou na apresentação foi o universo em que está situado: Mitologia Nórdica. E nada é mais brutal e épico que Mitologia Nórdica. O sistema de combate, já consagrado da série, parece estar mais atroz e cinematográfico do que nunca. God of War mostra que ainda tem muita lenha para queimar e muito sangue a derramar. E, para mim, é a mais feliz das surpresas apresentadas nesta E3.

Seguindo com as novidades, a Sony mostra o seu enlatado de zumbis. Days Gone.

Mas, apesar de tudo o que foi demonstrado no palco, o ápice da apresentação foi a entrada de Hideo Kojima, responsável pela aclamada franquia Metal Gear, para anunciar seu novo game: Death Stranding.

O trailer do jogo é incrível. Dando um peso e dramaticidade poética, o game em si não deu muitas pistas sobre sua mecânica, mas, com certeza, tirou arrepios de quem o viu. E levando em conta o mestre envolvido no seu desenvolvimento pode-se esperar algo revolucionário.

Após a excelente apresentação de Sony e Mircrosoff, foi a vez da Ubisoft subir ao palco. Apesar dos interessantes anúncios, a empresa não teve muitas novidades significativas. Os destaques ficaram por conta de For Honor.

Outra novidade foi a continuação de Watch Dogs 2. Apesar de não mostrar nada de novo em suas mecânicas, o game propõe um novo ambiente para ser explorado e novos personagens.

Para encerrar o terceiro e último dia de apresentações por que não um pouco de nostalgia?

E isso ninguém faz melhor que a Nintendo. O grande foco de sua apresentação ficou por conta de Pokémon e do novo game da franquia Zelda: Legend of Zelda: Breath of the Wild.

Algo que essa franquia sempre teve de característica é a inovação em cada game. E esse não poderia ser diferente. Neste novo Legend of Zelda, Link terá um vasto mundo para explorar. Novas mecânicas e uma interessante capacidade de interagir com o ambiente, despertam a atenção daqueles apaixonados pela série. Outra novidade é a possibilidade de equipar uma variedade maior de itens.

O que consigo perceber é que o foco do game é a liberdade, tanto de movimento como de exploração. Para mim, o jogo parece sensacional e o que mais me empolga assistindo ao gameplay é perceber o colossal mapa que poderemos desbravar. Será que teremos Zoras, Gorons e Kokiris?

Assim foram os três primeiros dias da E3, reservados para as empresas apresentarem seus futuros projetos. Porém, o evento ainda continua até quinta-feira (16). Por isso fiquem ligados.

Espero que tenham gostado desse humilde resumão. Se me esqueci de algo no texto deixem nos comentários e digam o que acharam! Qual das hypes vocês saborearam mais?

 

CONFIRA O CALENDÁRIO DE LANÇAMENTO:

For Honor – FEV 14, 2017

Battlefield 1 – OUT 18, 2016

Final Fantasy XV – SET 30, 2016

Tom Clancy’s Ghost Recon: Wildlands – MAR 7, 2017

Mass Effect: Andromeda – 2017

Batman: Return to Arkham – JUL 26, 2016

Mafia III – OUT 7, 2016

Titanfall 2 – OUT 28, 2016

The Legend of Zelda: Breath of the Wild – 2017

Dishonored 2 – NOV 11, 2016

Watch Dogs 2 – NOV 15, 2016

Tekken 7 – 2017

Sid Meier’s Civilization VI – OUT 21, 2016

Deus Ex: Mankind Divided – AGO 23, 2016

Gears of War 4 – OUT 11, 2016

Resident Evil 7: biohazard – JAN 24, 2017

FIFA 17 – SET 27, 2016

The Technomancer – JUN 21, 2016

ReCore – SET 13, 2016

Halo Wars 2 – FEV 21, 2017

Prey – 2017

Scalebound – 2017

 

Para acompanhar todas as novidades do evento em tempo real acesse: http://www.e3expo.com/takeover

Herick Zerunian

Publicitário, nas horas vagas caçador de monstros, assassino de templários, matador de dragões, sobrevivente de apocalipse nuclear. Deus = vida = Bacon.

Comments

comments

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Herick Zerunian

About Herick Zerunian

Publicitário, nas horas vagas caçador de monstros, assassino de templários, matador de dragões, sobrevivente de apocalipse nuclear. Deus = vida = Bacon.
View all posts by Herick Zerunian →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.