Procura-se pessoas que demonstrem…


Se for pra falar de amor, me fale hoje!
Se você gostou do jeito que eu prendi o cabelo, da cor do meu esmalte ou do meu perfume, fale! E fale agora.

Se eu te fiz falta esses dias, se você viu um morango e lembrou que eu gosto, fale pra mim – se quiser comprar pra mim também, não ligo!

Vivemos um tempo em que o bonito é esconder tudo o que sentimos do máximo de pessoas possível.
Estamos convivendo com uma geração de plástico que lota as salas dos terapeutas com toneladas de coisas engasgadas. Pessoas que vivem pesadas com palavras guardadas e nutrindo relacionamentos vazios.

Muitos dizem ser o medo de se decepcionar, mas quem nunca?
Eu já levei muitas rasteiras da vida, mas uma coisa posso falar: nunca engoli o que eu queria dizer.
Não posso me responsabilizar pelo que o outro ouve, mas sei bem que deixo o meu coração leve.

Essa vida é tão passageira, nada é para sempre, nem a gente é!

Relacionamentos e pessoas vem e vão, e esse medo de demonstrar afeto sabota muitas relações. Se tiver que durar, vai durar. Se tiver que acabar, senta, chora e levanta outra vez, mas não leve arrependimentos com você.

Você não vai se lembrar de uma pessoa pelo que ela deixou de dizer ou fazer, você vai lembrar do abraço apertado, do carinho e de como dizia que você estava linda, mesmo despenteada.

Se você lembrou de mim às 16h de uma quarta-feira, me mande uma mensagem, me deixe saber.
A gente pode até desconfiar do que o outro sente, mas se podemos dar essa certeza, por que não fazer?
Temos tanta tecnologia, que estamos ficando frios iguais aos equipamentos – até meu celular carregando é mais caloroso que muita gente, e eu não me conformo com isso não.

Quero pessoas de verdade para viver comigo, quero saber o que te faz feliz e o que te dá medo, quero contar que não gosto de gente que fala muito de manhã e que me atraso quase sempre para o trabalho.
Quero detalhes, cheiros e carinhos, quero humanidade.
Quando isso deixou de ser importante? Quem inventou isso pra gente?

Pode durar um trimestre ou uma vida inteira, mas saber que hoje sou importante para você, é o que importa.

E para quem curte sertanejo, fica a dica de música 😉

Escrevo sobre relacionamentos, aqui a gente chora as pitangas junto e celebra o que a vida tem de bonito. Apaixonada por séries e livros. A louca dos gatos. Canceriana.

Comments

comments

, , , ,
Caroline Carvalho

About Caroline Carvalho

Escrevo sobre relacionamentos, aqui a gente chora as pitangas junto e celebra o que a vida tem de bonito. Apaixonada por séries e livros. A louca dos gatos. Canceriana.
View all posts by Caroline Carvalho →