A simplicidade da periferia no SPFW

Eles brilharam. A terceira passagem dos irmãos Emicida e Evandro Fioti, idealizadores da marca LAB, nas passarelas da São Paulo Fashion Week (SPFW), trouxe a simplicidade e o frescor da periferia em roupas que não são muito vistas na semana de moda paulista. As roupas viraram coadjuvantes quando os dois cantores transformaram a passarela num palco, acompanhados pelos MCs Drik Barbosa, Rael, Kamau e Coruja BC1, enquanto os modelos circulavam entre as fileiras.

Com uma linha comercial e acessível a todos, a nova coleção, batizada de Avuá, faz uma alusão ao voo dos pássaros e ao futuro que isso representa. A palavra “liberdade” é outra que traz mais sentido ao desfile, quando no início é feita uma projeção com pássaros voando contra um céu muito azul, com um propósito de levar as pessoas a “tocarem o céu, estar perto dele e voar como um pássaro”, segundo Emicida. Os três principais pilares da nova coleção estavam feitos: escrita, canto e voo.

“E qual o nosso olhar estético do futuro? Como trazemos isso pra história da Lab? (…) Pensamos então em liberdade, em alcançar novos horizontes e a forma metafórica de sugerir isso são os pássaros, o bando voando (…) Em cima desses pilares nós chegamos ao coração das pessoas”.

– Emicida

A LAB é conhecida por ter um estilo com looks street style, que tem predominância nas cores preta, branca e vermelha e, desta vez, as cores claras também se destacaram. Em principal, o azul, que passa por diversos tons, do clássico “bebê” ao marinho. As cores cinza e alaranjadas fazem a referência do entardecer e o famoso preto e branco, que compõem o colorido das bermudas, moletons, vestidos, saias, jaquetas, croppeds e camisetas feitas de moletom, nylon, sarja e malha. As roupas chegam ao e-commerce da LAB a partir deste mês, com tamanhos que vão até o 58.

Outro ponto importante é a diversidade dos modelos – gordos, magros, altos, baixos, negros, brancos, mulheres e homens – o que não ocorre em outros desfiles – e o público que acompanhava cada detalhe. Famosos do universo pop também estiveram presentes como a cantora Iza e os MCs Carol, Thaíde e BNegão (ícones do rap nacional).

Mais uma vez eles se superaram. Superaram a perspectiva de que a periferia pode fazer a diferença, que o simples é mais complexo do que se imagina e, principalmente, fizeram o público superar a expectativa, aplaudindo de pé. Eles também emocionaram os presentes em uma homenagem ao músico carioca Wilson das Neves – morto dia 27 de agosto.

Emicida aproveitou o desfile para apresentar a faixa inédita “Avuá”.

Ficou curioso para saber como foi o desfile? Aperte o play!

 

Créditos: Miguel Schincariol (AFP PHPTO) // Thibé.

Letícia Minutti
Jornalista. Geminiana. Apaixonada pela vida e fã do Latino nas horas vagas. Não importa o que aconteça, ria, mesmo que seja de nervoso. Se nada der certo? Segue o baile. E se der certo? Continua seguindo o baile.

Comments

comments

About the Author

Letícia Minutti
Letícia Minutti
Jornalista. Geminiana. Apaixonada pela vida e fã do Latino nas horas vagas. Não importa o que aconteça, ria, mesmo que seja de nervoso. Se nada der certo? Segue o baile. E se der certo? Continua seguindo o baile.