The Fosters – O novo rosto dos dramas clássicos

No início dos anos 2000, o gosto pelas séries começou a se popularizar de forma progressiva, assim como a dedicação a esse tipo de entretenimento. Ao lado do grande sucesso de Lost, outros dramas fizeram suas carreiras e conquistaram o coração do público, trazendo nomes que ainda permanecem na memória de muita gente como por exemplo One Three Hill, 90210, The O.C., Six Feet Under, entre outros. E é nesse tom de nostalgia que nasceu The Fosters, lançada em julho de 2013 e atualmente renovada para a sua 6ª temporada.

O seriado aborda como tema central o sistema americano em torno das adoções ou o regime em torno de crianças e adolescentes órfãos ou abandonados. Na trama, Steph, que já possuía um filho de seu primeiro casamento, adotou um casal de gêmeos ao lado de sua companheira Lena. A história tem início com a família Foster se preparando para receber Callie, uma jovem que consegue a condicional para sair do reformatório. Faz parte do sistema americano um regime chamado de “Foster Parent” – fazendo trocadilho com os nomes tanto da série como da família – onde basicamente as crianças ficam hospedadas em casas de família sem necessariamente serem adotadas, até que elas atinjam a maioridade ou sejam legalmente adotadas.

Além de todo desenvolvimento sobre o tema central da adoção, a infância e adolescência dessas crianças, o show consegue abordar de forma muito didática diversos outros temas cotidianos extremamente necessários. Apenas na primeira temporada já somos apresentados à discussões muito importantes na sociedade, como, por exemplo, o preconceito religioso, o conservadorismo, o preconceito contra orientação sexual, a sexualidade em si, aborto, morte, contraceptivos, alcoolismo, bulimia, Alzheimer, entre tantos outros. Com uma narrativa harmônica e extremamente sensível, o texto traz uma trama que facilmente poderia ser descrita como um manual da vida sobre as dificuldades diárias, as barreiras e lições que aprendemos com as diferenças de cada um.

Construída basicamente em cima de extensos e reflexivos diálogos, a série tem uma fotografia simples com uma sonoplastia adequada, mas, antes de qualquer outra coisa, traz atuações que merecem o devido reconhecimento. O elenco, que na maioria é formato por adolescentes e jovens, consegue dar vida aos seus personagens de maneira realista e muito profissional. Em parada no hiatus de fim de ano, a série está no ar com a sua quinta temporada, apresentando cerca de 20 episódios em cada. Com duração de, em média, 40 minutos, The Fosters tem espaço para tratar de praticamente todos os assuntos da vida cotidiana e faz isso sempre de forma didática, singular e bastante intimista para/com seu público.

Suas primeiras quatro temporadas estão inteiramente disponíveis na Netflix. Confira o trailer:

Jôicy Franco

Social Media, 24 invernos.
Basicamente um desenho animado tentando sobreviver no mundo real.

Comments

comments

About the Author

Jôicy Franco
Jôicy Franco

Social Media, 24 invernos.
Basicamente um desenho animado tentando sobreviver no mundo real.