Você também precisa assistir BoJack Horseman

Lançada em agosto de 2014, BoJack Horseman é uma sitcom dramédia animada da Netflix. Inundada de críticas ao cotidiano, principalmente das grandes estrelas no mundo do entretenimento televisivo, a Original traz um humor nosense, cheio de características únicas e um texto surpreendente, se tornando facilmente uma das produções mais divertidas do canal de streaming. A história se passa em torno da vida de BoJack – um ator ex-protagonista de uma série muito famosa no início dos anos 90 –  que luta diariamente para se manter nos holofotes.

“Sensacional!”

Engraçada e altamente reflexiva, a Original dificilmente te deixará um episódio sem boas gargalhadas. O bom senso e o politicamente correto são pilares de piadas simples e altamente críticas. Um das características mais atrativas da série é o universo proposto: animais e humanos dividem o mesmo espaço igualmente: empregos, suas obrigações com a sociedade, são altruístas ou egoístas, dirigem, transam e bebem. Diversas espécies convivem em determinada harmonia e, em alguns casos, até se relacionam amorosamente. Um fato que rende boas risadas é que ainda que se comportem como os humanos, a maioria dos animais tem pequenos comportamentos característicos da sua espécie, como Mr. Peanutbutter que, assim como qualquer cachorro, não se contém ao ver o carteiro. Outro ponto que merece destaque é o fato de que os humanos na série não são menos peculiares que os animais, como é o caso de Vicent, personagem da primeira temporada.

“- Aqui está o seu bife.
– Ah, me desculpe…
– MM-HMMM”

O seriado se solidifica de maneira excêntrica quando consegue alinhar um sentido muito simples e crítico em torno de comportamento e sequência de fatos completamente nosenses, como, por exemplo, um bicho preguiça “tentando” se exercitar em uma esteira da academia. Além de todos os fatores, BoJack Horseman é uma crítica não só ao universo das celebridades, mas também ao vazio que a existência humana pode chegar. BoJack é visivelmente depressivo, assim como vários outros personagens, e enfrenta problemas como alcoolismo e outras dependências durante toda a série, além de pensamentos altamente destrutivos e, em alguns casos – como mostra a abertura -, até mesmo suicidas.

“Diga quando”

Outra parte que merece destaque é o tratamento com o público. BoJack não possui só uma página no Facebook, o personagem também conta com um perfil próprio no Twitter – com direito a selo  de autenticidade -, onde “ele posta” diversos tweets diariamente, responde os fãs e comenta fatos do dia a dia, colocando o personagem animado em nossa realidade de maneira muito sutil. O seriado ainda é recheado de grandes estrelas com participações na própria série ou vozes emprestadas para dublar alguns personagens, como é o caso de Aaron Paul (Breaking Bad), que dubla Todd, melhor amigo de BoJack, e Lisa Kudrow (Friends), que dubla a coruja Wanda na terceira temporada da animação.

A série já conta com três temporadas inteiramente disponíveis no catálogo da Netflix, sendo 36 episódios no total. Cada episódio dura em média 25 minutos. Confira o trailer:

.

Influenciadora analógica, 25 invernos.
Fingo que desenho, pensam que escrevo, mas no fim eu só bebo (enquanto assisto séries).
Basicamente um desenho animado tentando sobreviver no mundo real.

Comments

comments

, , , , , , , , , ,
Jôicy Franco

About Jôicy Franco

Influenciadora analógica, 25 invernos. Fingo que desenho, pensam que escrevo, mas no fim eu só bebo (enquanto assisto séries). Basicamente um desenho animado tentando sobreviver no mundo real.
View all posts by Jôicy Franco →